Contato: + 55 54 3045-4070

Notícias

 

              

 

 

 

A GUERRA PELA ALMA E PELA AUTO ESTIMA DAS CRIANÇAS, ENTENDA A INFLUÊNCIA DA PUBLICIDADE TELEVISIVA NA ALIMENTAÇÃO INFANTIL


É uma guerra desigual, já que os pais permitem uma exposição de seus filhos de várias horas diante de uma "caixa" que vem educando as novas gerações.


As crianças têm sido cada vez mais influenciadas pela publicidade. O fenômeno é uma das causas do crescimento da obesidade infantil. Um dos truques é associar alimentos calóricos com personagens infantis ou brindes, como brinquedos. No terceiro capítulo da reportagem da série sobre o tema, vamos saber ainda sobre o projeto em discussão na Câmara que restringe a publicidade voltada às crianças. A repórter é Geórgia Moraes.
MENINA_TV Crianças brasileiras estão entre as que passam mais tempo em frente à TV. O aumento do consumo de alimentos industrializados e o sedentarismo são apontados como as principais causas da obesidade infantil. Somado a isso está o tempo que as crianças passam em frente a TV todos os dias.

As brasileiras acumulam 3 horas e 31 minutos, por dia, diante da telinha e são recordistas no mundo, à frente inclusive das americanas, segundo pesquisa realizada em nove países.
Durante esse período, são incentivados a consumir, inclusive alimentos, como biscoitos e refrigerantes. Sophie Deram, coordenadora do projeto Genética de Transtornos Alimentares da Universidade de São Paulo, alerta para a lógica da indústria de alimentos.

"Os alimentos têm que ser interessantes para ser comprados. A América Latina foi considerada com o crescimento mais promissor do mercado de alimentos e bebidas e olha o Brasil, essa industrialização infelizmente trouxe um monte de alimentos muito palatáveis, muito interessantes, especialmente para os nossos jovens, que estão consumindo uma quantidade absurda de bebidas, doces e refrigerantes. Eu acho que essa foi a mudança maior dentro da alimentação das nossas crianças."
O consumo de refrigerantes no Brasil é de 86 litros por habitante, por ano, de acordo com dados da Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e Bebidas não Alcoólicas. O de Sucos e chás prontos para beber é de 43,7 litros.

 

Saiba mais acessando nossa página no Facebook

Nosso canal no youtube:

https://www.youtube.com/user/gastrobese