Blog

Síndrome de Dumping – Entenda Mais

A síndrome de dumping ocorre pela passagem rápida do estômago para o intestino, de alimentos com grandes concentrações de gordura ou açúcares, em pacientes submetidos a cirurgias gástricas (bariátricas). Ela ocorre após a ingestão de alimentos ricos em gordura ou em carboidratos simples (doces em geral) levando a sintomas, como: cefaleia, taquicardia, sudorese, náuseas, fraqueza e diarreia. Estes sinais podem ser precoces (de 30 a 60 minutos após a refeição) ou tardios (de 1 a 3 horas após a refeição).

Saiba Mais sobre tratamento cirúrgico da doença do refluxo gastroesofágico. Clique Aqui! 

Nem todos os pacientes submetidos a essas cirurgias apresentam a Síndrome de Dumping e determinadas técnicas cirurgias tem menores chances de levar ao quadro do que outras. Como tratamento preventivo não existe uma lista determinada de alimentos que levam necessariamente ao quadro para ser evitada. Somente após a cirurgia é que o paciente saberá se tem sensibilidade ou não para o aparecimento dos sintomas, na ingestão de alimentos mais suscetíveis.  

Os pacientes com sinais frequentes de dumping devem ser tratados com modificações dos hábitos alimentares: evitar o consumo de açúcar, doces e alimentos gordurosos, fracionar a alimentação em aproximadamente 5 á 6 refeições por dia em menores volumes; não ingerir líquidos durante as refeições; aumentar o consumo de alimentos ricos em fibras; e mastigar bem. Recomenda-se também associar alimentos fontes de proteína no consumo alimentar para lentificar o tempo de digestão dos mesmos.

Cláudia Ghiasson – Nutricionista

Open chat