As estrias ocorrem geralmente após a distensão excessiva ou abrupta da pele que desencadeia uma inflamação e depois rompimento das fibras elásticas e colágenas. Podem ocorrer em situações, tais como: crescimento, aumento excessivo dos músculos por exercícios físicos exagerados, colocação de expansores sob a pele ou próteses (de mamas por exemplo), gravidez, obesidade, uso prolongado de corticosteroides tópicos, orais ou injetáveis.

 

TRATAMENTO
Os tratamentos conhecidos podem ser feitos de forma isolada ou em associações: ácido retinoico em creme e em concentração elevada (pode causar irritação da pele e, por isso, precisa de acompanhamento por dermatologista); creme com ácido glicólico; creme com vitamina C; peelings corporais, microdermoabrasão; radiofrequência fracionada; vários tipos de luzes e laser – laser de corante pulsado (dye laser), luz intensa pulsada, laser Nd:YAG, laser de érbio e laser de CO2 fracionado. A escolha do melhor tratamento depende da fase da estria, da área corporal afetada e do tipo de pele do paciente, sendo que os resultados dos tratamentos são variáveis, sempre no sentido de melhorar o aspecto estético das lesões. Sempre é importante o uso de hidratantes que melhoram a qualidade da pele.

 

 

Dra. Elisângela de Quevedo Welter – Dermatologista na Clínica Gastrobese

Para mais informações sobre esse assunto entre em contato conosco
Ligue : + 55 54 3045-4070
Página do Facebook : Clínica Gastrobese
Acesse nosso Bçog e fique por dentro: www.gastrobese.com.br/blog
Nosso canal no youtube