Não é difícil encontrar pessoas com mais de 25 anos de idade, principalmente mulheres, reclamando do aparecimento de espinhas mesmo sem as terem tido durante a adolescência. Uma estimativa feita pela Sociedade Brasileira de Dermatologia apontou que a causa dos problemas de pele em cada um de três pacientes é emocional – como estresse, ansiedade e depressão.

“O estresse, quando é muito intenso, aumenta a produção de cortisol e estimula os hormônios androgênios, que por sua vez acionam ainda mais a glândula sebácea”, explica a dermatologista da instituição Denise Steiner. Segundo a especialista, a acne está associada ao estresse entre 3 e 5% dos casos.

Uma pesquisa realizada pela Universidade Livre de Berlim, na Alemanha, mostrou que um hormônio (liberador da corticotropina, ou CRH) associado ao estresse, que afeta a liberação de óleos na pele, pode ser uma causa potencial de problemas cutâneos.

De acordo com o estudo, além de ser produzido pelo sistema nervoso central, o CRH também é feito pelas glândulas sebáceas da pele.

Snap__03_

Denise afirma que o hormônio envolvido na produção de acne através do estímulo das glândulas sebáceas é o androgênio, que é masculino. “Como a mulher tem pouco hormônio masculino, qualquer alteração pode estimular a glândula e provocar acne”, diz.

A especialista salienta que a acne na vida adulta além de ser potencializada pelo estresse, pode aparecer em mulheres com ovário policístico ou com alterações hormonais.

De acordo com Denise, não há diferenças entre as espinhas causadas por fatores diversos. “No tratamento são usados antibióticos e retinoides. Além disso, podem ser adotados peelings e lasers”, sugere.

                            Conheça alguns cuidados básicos para se livrar                                                              ou diminuir a intensidade da acne:

  • Lave a pele suavemente e sem exagero, duas vezes ao dia, com sabão neutro.
  • Esfregar a pele não evita acne e pode piorar o problema;
  • Evite tocar sua pele. Espremer uma espinha pode aparentar que tenha desaparecido temporariamente, no entanto, removê-la pode fazê-la ficar por mais tempo, causando inchaço, irritação e cicatrizes vermelhas ou marrons
  • Previna-se do sol. Muitas medicações para acne podem causar queimaduras em algumas pessoas. Ficar sob o sol por muito tempo pode causar rugas e aumentar o risco de câncer de pele. Faça uso de filtros sem óleo na fórmula.
  • Lave o cabelo regularmente, principalmente se os fios forem oleosos.

Fonte: http://www.minhavida.com.br/


Para mais informações sobre esse assunto entre em contato conosco                           Ligue : + 55 54 3045-4070
Página do Facebook : Clínica Gastrobese
Acesse: www.gastrobese.com.br
Nosso canal no youtube