Posted by
Alimentação

O nutricionista é o profissional da área da saúde especializado em estudar as necessidades nutricionistas do ser humano, a fim de possibilitar que as pessoas tenham mais qualidade de vida e façam melhores escolhas alimentares para sua rotina. De acordo com o Conselho Federal de Nutrição, o Brasil conta atualmente com cerca de 81.745 nutricionistas, distribuídos em diferentes áreas, como hospitalar, saúde coletiva, consultoria e assessoria nutricional, esportiva, clínica, junto a indústria de alimentos, gastronomia e docência e pesquisa. A seguir você confere sete motivos para visitar um nutricionista:

1. De olho na saúde

Uma refeição balanceada, rica em nutrientes, com uma variação de carboidratos, proteínas e minerais, é capaz de diminuir o risco de infartos, de doenças crônicas, como a diabetes e hipertensão, e até proteger contra o câncer. “O nutricionista atua diretamente com a medicina preventiva através da alimentação. Se as pessoas tivessem o hábito e a preocupação de procurar um desses especialistas para montar um cardápio saudável, teríamos uma expectativa de vida cada vez maior”, explica a nutricionista Ana Paula Mendonça, da clínica Genesis, de São Paulo.

2. Criança que come bem

Já pensou em levar seu filhote para uma consulta? Um nutricionista pode contribuir diretamente com o desenvolvimento do seu pequeno. “Todas as fases da vida têm suas particularidades nutricionais que devem ser priorizadas, e na infância isso é muito forte”, diz a especialista. As necessidades de cálcio ( que ajudam no desenvolvimento dos ossos e dos dentes) , e o ferro ( fundamental no combate da anemia) aliados a um bom cardápio, recheado de muitos nutrientes e minerais e sem excessos de gordura e açúcar, pode fazer toda a diferença quando o assunto é crescimento saudável.

3. De bem com a balança

Se o excesso de peso é o problema, o tratamento com um nutricionista pode eliminar a gordura extra e ensinar você a comer direito, ou seja, os quilos não voltam mais. “Os maus hábitos alimentares geram milhões de pessoas com excesso de peso em limites perigosos e são a maior ameaça a saúde pública mundial. A obesidade é considerada a doença do milênio, constituindo a principal casa de mortes evitáveis no mundo”, alerta Ana Paula Mendonça. “O nutricionista é o profissional capacitado para fazer uma avaliação individualizada e recomendar a dieta ideal para cada caso, além de colaborar para sanar o problema da obesidade”, ressalta.

4. Gravidez saudável

De acordo com a nutricionista Amanda Epifânio Pereira, especialista em nutrição e doenças crônicas do Hospital Israelita Albert Einstein, uma gravidez segura pede visitas a um nutricionista. “Algumas fases da vida necessitam de orientação específica, como na gestação. O estado nutricional materno pode interferir no crescimento e desenvolvimento do feto. A adequação de nutrientes e o ganho de peso adequado são fundamentais para uma evolução positiva da gestação, evitando o surgimento de doenças, como a obesidade, a diabetes gestacional e até problemas como a má formação do feto”, explica a especialista.

5. Energia a mil

Está se sentindo cansado ou sem pique para realizar as atividades do dia a dia? Dê uma boa olhada na geladeira, nos armários da cozinha e, por fim, no seu prato de comida. Uma simples garfada carrega a resposta para o desânimo, como uma quantidade certa de carboidratos, que na dose certa, não oferecem risco para a dieta. “Através do equilíbrio da alimentação, o paciente torna-se uma pessoa mais produtiva no trabalho, com mais disposição para executar as tarefas cotidianas. A autoestima também melhora a partir do alcance do peso desejado. Isso acontece por que suprimos a falta de determinados nutrientes, que deixam uma pessoa abatida”, diz.

6. Atividades físicas

Outro beneficio das técnicas de nutrição estão totalmente relacionadas a prática de atividades físicas. De acordo com Amanda Epifânio, o corpo colhe mais resultados quando há uma alimentação equilibrada em nutrientes e minerais e direcionada para cada pessoa. “Praticantes de atividades físicas ou atletas conseguem atingir um melhor desempenho e condicionamento físico quando recebem orientação nutricional”, explica. “Cada modalidade esportiva requer um programa individualizado, com o objetivo de suprir as necessidades calóricas e de nutrientes, visando sempre desempenho físico e manutenção da saúde”, ressalta a especialista.

7.Terceira-idade tranquila

De acordo com Ana Paula Mendonça, a terceira-idade pode aproveitar ainda mais os benefícios de uma boa nutrição para melhorar a qualidade de vida. “O idoso apresenta um quadro nutricional particular, e isso varia de acordo com a necessidade de cada um, que envolve não apenas hábitos, mas também peculiaridades orgânicas decorrentes do envelhecimento, o organismo pode apresentar, por exemplo, grande necessidade de ferro ou de cálcio. O estado nutricional está intimamente ligado a sua sobrevida”, ressalta.